Notícias

  • A expectativa do USDA é que na próxima década o Brasil seguirá expandindo sua dominância no mercado mundial de carne bovina

  • Data: 18/12/2019
  • Fonte: http://www.farmnews.com.br/mercado/mercado-mundial-de-carne/
  • A expectativa do USDA é que na próxima década o Brasil seguirá expandindo sua dominância no mercado mundial de carne bovina
  • Em 2018, o Brasil foi o maior exportador mundial de carne bovina, fornecendo cerca de 20% do total das exportações mundiais de carne bovina, superando a Índia, o segundo maior exportador, por 527.000 toneladas de equivalente em peso de carcaça.

    Além disso, o USDA projeta que o Brasil continuará sua trajetória de crescimento das exportações para a próxima década, atingindo 2,9 milhões de toneladas, ou 23% do total das exportações mundiais de carne bovina, até 2028. O aumento da demanda mundial de carne bovina incentivou o aumento da produção. China e Hong Kong continuam sendo os dois principais destinos das exportações brasileiras de carne bovina, respondendo por 44% do total de remessas brasileiras de carne bovina em 2018.

    O fato é que o Brasil deve ampliar de 20% para 23% a participação no mercado mercado mundial de carne bovina quando o assunto é exportação.

    Vale lembrar que a China em 2012 suspendeu a proibição relacionada à encefalopatia espongiforme bovina (BSE) à carne brasileira e, desde então, tornou-se um importante importador. Com um aumento no número de frigoríficos do Brasil autorizados a exportar para a China, as exportações deverão aumentar ainda mais na próxima década. Em comparação com o Brasil, os Estados Unidos ocupam o quarto lugar nas exportações globais de carne bovina e representaram 14% do total das exportações de carne bovina em 2018.

<< Voltar