Notícias

  • Oferta de animais para abate deve registrar um incremento devido aos confinamentos mais atrativos, aponta Rabobank

  • Data: 20/09/2019
  • Fonte: https://www.noticiasagricolas.com.br/noticias/boi/242849-oferta-de-animais-para-abate-deve-registrar-um-incremento-devido-aos-confinamentos-mais-atrativos-aponta.html#.XZ3MGEZKjIU
  • Oferta de animais para abate deve registrar um incremento devido aos confinamentos mais atrativos, aponta Rabobank
  • O volume de abate de boi gordo deve aumentar nos próximos meses em função da oferta de animais do confinamento. Em seu relatório trimestral, o banco holandês, Rabobank apontou que o confinamento está mais atrativo neste ano com as referências do milho em patamares menores se comparada com a safra do ano passado.

    Conforme a estimativa preliminar da DSM Tortuga, que divulga anualmente um censo próprio de confinamento de bovinos, o Brasil deve confinar neste ano aproximadamente 5,3 a 5,5 milhões de bovinos. Ou seja, um aumento de 4,5% a 8,5% frente aos 5,07 milhões de animais que engordaram neste sistema em 2018.

    “Estamos fechando os números do censo agora, mas devemos ter este crescimento”, destacou o gerente de categoria Confinamento da Área de Ruminantes Brasil da DSM, Marcos Baruselli, em entrevista ao Broadcast Agro. Baruselli comentou ainda que a média anual de crescimento dos confinamentos foi de 6% nos últimos dez anos, mas que deve crescer ainda mais neste ano devido aos preços firmes da arroba.

    O banco holandês ressalta que as expectativas de recuperação da economia, ainda em ritmo lento, devem ajudar a sustentar as cotações no mercado interno. De acordo com o indicador de preços da Esalq/B3, a média do mês de agosto de 2019 para a arroba do boi gordo registrou 7% de aumento se comparada com o mesmo período do ano anterior.

    Baruselli salienta que os valores da arroba do boi gordo devem seguir sustentados até o final do ano no mercado futuro, com o contrato dezembro/19 na Bolsa Brasileira (B3) cotado a R$ 165,00/@. Diante disso, acaba estimulando os pecuaristas a investir na engorda intensiva e no semiconfinamento.

    O pesquisador do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP), Thiago Bernardino, comenta que a confinamento está muito rentável neste ano devido aos preços firmes do boi gordo. A estabilidade da arroba está sendo motivada pelas as exportações aceleradas e pelo fato dos pecuaristas terem destinado um volume maior de animais no segundo giro do confinamento.

    “Na minha visão, está faltando animais no primeiro giro de confinamento. Por isso a arroba está firme”, disse o pesquisador. Neste ano, o primeiro giro de confinamento foi postergado pelos os pecuaristas por causa dos maiores volumes de precipitações no primeiro semestre do ano.

    Por: Andressa Simão

    Fonte: Notícias Agrícolas
<< Voltar